Rússia quer que problemas com Reino Unido sejam abordados "frente a frente"

Moscou, 22 dez (EFE).- O ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, deseja abordar as preocupações mútuas "frente a frente", após constatar que as relações com o Reino Unido se encontram em um "nível muito baixo", no começo da reunião com seu homólogo britânico, Boris Johnson.

"Notamos que os senhores e outros de nossos colegas ocidentais têm seus pontos de vista sobre as causas desta situação e preferem expô-los publicamente. Nós gostaríamos que as preocupações mútuas fossem abordadas diretamente, não através de microfones, mas lado a lado", declarou Lavrov.

O chefe da diplomacia russa apontou que as relações entre ambos países se encontram em um nível muito baixo, e não por iniciativa de Moscou.

"Apesar das diferentes posturas em uma série de assuntos, precisamos cooperar", acrescentou Lavrov, que destacou que a Rússia está disposta a isso sobre "a base da igualdade, o respeito mútuo e o desejo de encontrar acordos mutuamente aceitáveis".

Johnson, que chegou a Moscou em sua primeira visita de trabalho desde que assumiu o cargo em 2016, disse, por sua parte, que se pode encontrar "possibilidades para a cooperação" em assuntos de interesse comum, entre os quais mencionou o acordo sobre o programa nuclear do Irã.

"Além disso, existe um imperativo como impedir que a Coreia do Norte tenha armas nucleares", lembrou o chefe da diplomacia britânica, que incluiu no âmbito para a cooperação a necessidade de "garantir avanços no que se refere ao futuro do povo da Síria".

Já os problemas que existem nas relações entre ambos países, sejam em relação à Ucrânia, aos Balcãs ocidentais ou ao ciberespaço, "devem ser debatidos com franqueza e reconhecendo o fato de que são um obstáculo para o desenvolvimento da nossa amizade", completou o britânico.

"Somos membros do Conselho de Segurança e temos o dever perante os nossos países e todo o mundo de trabalhar juntos nas áreas da paz e da segurança", concluiu Johnson.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos