Ex-presidente Alberto Fujimori é levado à clínica devido a uma taquicardia

Lima, 23 dez (EFE).- O ex-presidente do Peru Alberto Fujimori, sentenciado a 25 anos de prisão, foi levado neste sábado a uma clínica particular de Lima após sofrer uma taquicardia, segundo informou a imprensa local.

O filho mais novo do ex-presidente, o deputado Kenji Fujimori, acompanhou seu pai na ambulância na qual foi levado à clínica Centenário do distrito de Pueblo Libre, segundo mostraram as imagens de "Canal N".

O médico de Fujimori, Alejandro Aguinaga, informou ao jornal "El Comercio" que o ex-presidente sofreu uma taquicardia, razão pela qual se decidiu por sua transferência a uma clínica, desde a prisão da Direção de Operações Especiais da Polícia na qual cumpre sua sentença.

De acordo com "El Comercio", o ex-presidente apresentou este mês uma pedido de indulto ao diretor do presídio no qual está recluso desde 2009 e à Comissão de Graças Presidenciais tem que tramitá-lo antes de ser enviada ao presidente peruano, Pedro Pablo Kuczynski.

O indulto humanitário para Alberto Fujimori foi o oferecimento que supostamente fez o governo de Kuczynski ao legislador Kenji Fujimori e outros nove congressistas para se absterem na quinta-feira na votação pela destituição do governante, segundo sustenta o partido Força Popular, que tinha combinado votar a favor da medida.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos