Grupo de presos políticos passarão Natal em casa na Venezuela

Caracas, 23 dez (EFE).- A presidente da Assembleia Constituinte e da Comissão da Verdade da Venezuela, a chavista Delcy Rodríguez, se reuniu neste sábado com um grupo de presos por crimes relacionados aos protestos no país, entre eles o ex-prefeito opositor Alfredo Ramos, e lhes afirmou que passarão o Natal com suas famílias.

Delcy se reuniu com alguns destes presos na sede da Chancelaria, em Caracas

Este grupo faz parte das mais de 80 pessoas detidas durante os protestos que a Comissão da Verdade recomendou hoje que fossem soltas.

A também presidente da Assembleia Nacional Constituinte (ANC), órgão plenipotenciário formado só por chavistas e não reconhecido pela oposição, pediu aos presentes "um compromisso de respeito" a sua libertação.

Lembrou que os passos para a sua saída de prisão hoje mesmo tem uma metodologia e que espera que num "futuro próximo" cada um dos beneficiados pela medida possa ir "de forma privada" à comissão.

Segundo Delcy, a libertação também contempla uma fórmula de "compensação principalmente para as vítimas" das duas ondas de manifestações que deixaram em total de mais de 150 mortos.

"O eixo central é a reparação à vítima, é o reconhecimento à vítima e que o país saiba exatamente a verdade dos fatos com fins políticos que aconteceram nos anos 2014 e 2017", assegurou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos