Forças pró Al Assad avançam perto de fronteira com Golã ocupado por Israel

Beirute, 25 dez (EFE).- As forças governamentais sírias avançaram nesta segunda-feira por áreas ao sudoeste de Damasco próximas à fronteira com o Líbano e as Colinas de Golã ocupados por Israel, informou a agência de notícias oficial síria, Sana.

A agência detalhou que unidades do Exército, em cooperação com grupos de milícias pró-governo, recuperaram o controle da região de Al Kenayat, ao sudoeste da capital, após entrarem em confronto com a Frente al-Nusra, antiga denominação da ex-filial síria da Al Qaeda.

Nas últimas horas, os soldados realizaram uma operação contra os rebeldes na região de Beit Yin na tentativa de proteger propriedades e atacaram Tel Marwan e Mugr al Mir.

O porta-voz do grupo Al Furqan, Suhaib Rahil, afirmou por telefone que há combates entre os soldados leais ao presidente sírio, Bashar al Assad, e as facções, que atuam agrupadas na chamada União de Forças do Monte Hérmon, nos arredores de Beit Yin. Segundo ele, a localidade é estratégica porque serve como válvula de separação com áreas das imediações tomadas recentemente pelo regime.

"As tropas governamentais querem aumentar a influência do Irã nos arredores de Damasco e chegar até a fronteira com Israel, além de controlar as últimas regiões liberadas (pelos rebeldes) no oeste", disse Rahil.

O porta-voz disse também que os seus adversários iniciaram a operação há dois meses, mas, como informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos, intensificou-se nos últimos quatro dias.

Ontem, a Sana informou que o exército havia recuperado o domínio de vários pontos perto de Beit Yin, como o manancial de Manbech, após choques contra membros da Frente al-Nusra.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos