Patriarca ortodoxo russo anuncia acordo para troca de prisioneiros na Ucrânia

Moscou, 25 dez (EFE).- O patriarca da Igreja Ortodoxa Russa, Kirill, anunciou nesta segunda-feira o fechamento de um acordo para a troca de prisioneiros entre as autoridades da Ucrânia e as autoproclamadas repúblicas populares de Donetsk (RPD) e Lugansk (RPL) no leste desse país.

"Hoje, no Mosteiro de São Daniel, terminou o processo de acordo de todos os detalhes que se referem à troca de prisioneiros entre as RPD e RPL e a Ucrânia", disse Kirill, citado pela agência "Interfax".

O chefe da Igreja Ortodoxa Russa fez este anúncio depois de se reunir com os líderes das entidades separatistas de Donetsk e Lugansk, Aleksandr Zakharchenko e Leonid Pasechnik, respectivamente.

De acordo com Zakharchenko, a troca de prisioneiros está prevista para a próxima quarta-feira. No entanto, fontes do governo da RPD indicaram que as autoridades da Ucrânia ainda não confirmaram a aceitação do acordo.

"A parte ucraniana eliminou da lista de troca um número significativo de pessoas, mas nós insistimos que a troca seja 'todos por todos', como foi estipulado nos Acordos de Minsk", disse à "Interfax" um representante dos separatistas de Donetsk.

Ele afirmou que as autoproclamadas repúblicas estão dispostas a soltar 76 militares ucranianos na contrapartida de 306 pessoas retidas pelas autoridades da Ucrânia.

"As possibilidades de que uma troca aconteça são muito grandes", acrescentou o representante separatista.

Conforme os últimos dados da Organização das Nações Unidas (ONU), mais de 10 mil pessoas, entre combatentes e civis, morreram no leste da Ucrânia desde que o conflito começou em 2014.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos