Erdogan diz querer recuperar boas relações com Alemanha e Holanda

Ancara, 28 dez (EFE).- O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, afirmou que deseja recuperar as boas relações com a União Europeia (UE), e especialmente com a Alemanha e a Holanda, depois da deterioração diplomática no último ano, informa nesta quinta-feira o jornal turco "Hürriyet"

"Não temos nenhum problema com a Alemanha, nem com a Holanda, nem com a Bélgica. Ao contrário: seus dirigentes são antigos amigos meus. Cometeram injustiças comigo, mas isso é à parte", disse o Erdogan à imprensa durante uma viagem de avião do Chade à Tunísia, país ao qual chegou ontem em viagem oficial.

Perguntado sobre possíveis visitas a países da UE, o presidente turco respondeu que "não há nenhum motivo para não fazê-las".

"Sempre disse: devemos reduzir o número de inimigos e aumentar o de amigos", acrescentou.

"Com o primeiro-ministro holandês, (Mark) Rutte, por exemplo, tinha relações muito boas. Com a Bélgica acontece o mesmo. Não é necessário acrescentar que igualmente com a Alemanha, seja com (o ex-ministro das Relações Exteriores e hoje presidente, Frank-Walter) Steinmeier, ou com (a chanceler, Angela) Merkel, as nossas relações eram muito boas", afirmou.

"Houve problemas, mas as nossas últimas reuniões foram excelentes", apontou Erdogan.

O presidente turco afirmou que tinha pedido o apoio destes países para aprovar na Assembleia das Nações Unidas uma resolução contra o reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel por parte dos Estados Unidos.

"Estamos alinhados neste assunto. Há alguns dias chamei Steinmeier agradecê-lo. Rutte também deu vários sinais de querer melhorar nossas relações. Tudo isso é muito satisfatório. Sem dúvida, desejamos ter boas relações com a UE e os países do bloco", concluiu Erdogan.

Durante a campanha para o referendo constitucional da Turquia, realizado em abril deste ano, a Alemanha e a Holanda tinham vetado comícios de políticos turcos dirigidos à comunidade imigrante, o que levou Erdogan a acusar esses países de "xenofobia" e de "agirem como nazistas".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos