Estado Islâmico reivindica atentado contra centro cultural em Cabul

Cairo, 28 dez (EFE).- O grupo terrorista Estado Islâmico (EI) reivindicou a autoria do atentado suicida contra um centro cultural xiita em Cabul, no qual pelo menos 40 pessoas morreram e mais de 30 ficaram feridas nesta quinta-feira.

Através do site "Amaq", vinculado ao grupo, os jihadistas afirmaram que um integrante do EI se explodiu no local, que recebe apoio iraniano. De acordo com a nota, o atentado matou 100 pessoas e feriu pelo menos 120.

Os atentados contra a minoria xiita são comuns no Afeganistão e o último de grandes proporções aconteceu em outubro. Na ocasião, 39 pessoas morreram e outras 45 ficaram feridas em Cabul. A ação também reivindicada pelo EI.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos