Promotoria peruana apresenta pedido de extradição do ex-presidente Toledo

Lima, 29 out (EFE).- O Ministério Público do Peru informou que apresentou nesta sexta-feira ao Poder Judiciário do país o pedido de extradição desde os Estados Unidos do ex-presidente Alejandro Toledo (2001-2006), que é investigado pelos casos Odebrecht e Ecoteva.

"A Equipe Especial do Ministério Público apresentou hoje o requerimento de extradição do ex-presidente da República Alejandro Toledo ao Primeiro Juizado de Investigação Preparatória Nacional", anunciou o Ministério Público no Twitter.

O órgão acrescentou que "o requerimento de extradição é pelos delitos de tráfico de influência, conluio e lavagem de dinheiro, relacionados com o Projeto Vial Interoceánica Sur trechos 2 e 3".

"O juiz, prévia avaliação, deverá formular o requerimento à Corte Suprema da República para sua aprovação e posterior envio às autoridades competentes dos Estados Unidos da América", concluiu a informação oficial.

Toledo, que vive nos Estados Unidos, tem uma ordem de detenção por 18 meses, ditada em fevereiro passado, por causa da denúncia por ter presumivelmente recebido propina no valor de US$ 20 milhões da Odebrecht.

No entanto, a ordem de detenção está parada nos juizados e promotorias a cargo da Operação Lava Jato, devido aos procedimentos que devem completar antes de apresentar o inquérito de extradição à justiça dos Estados Unidos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos