Morre um dos feridos no atropelamento no centro de Melbourne

Sydney (aAustrália), 30 dez (EFE).- Uma das vítimas do atropelamento deliberado de um grupo de pedestres no dia 21 de dezembro no centro de Melbourne morreu na noite desta sexta-feira num hospital desta cidade australiana, informou hoje a imprensa local.

O cidadão australiano de 83 anos, identificado como Antonios Crocaris, é a primeira pessoa a falecer neste ataque que deixou, além disso, 19 pessoas feridas, seis delas ainda hospitalizadas.

"A vida do nosso pai foi cruelmente tomada num ataque de violência sem sentido", segundo um comunicado da família, destacando que ele foi um "orgulhoso cidadão australiano".

Até o momento, a Polícia pede para Saeed Noori, um refugiado afegão de 32 anos de idade com problemas mentais e de toxicomania, 18 acusações por tentativa de assassinato e por pôr em perigo a vida das pessoas, mas com a morte do idoso se espera que ele também seja condenado por assassinato.

Após o atropelamento, as autoridades afirmaram que não havia "evidência" de que tenha sido um ato terrorista.

O incidente aconteceu nas proximidades da estação Flinders Street, perto da avenida onde em 20 de janeiro deste ano aconteceu outro atropelamento no que morreram seis pessoas, entre elas um menino e um bebê.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos