Topo

Polícia espanhola encerra operação especial na Catalunha após referendo

30/12/2017 11h38

Barcelona (Espanha), 30 dez (EFE).- Os últimos agentes da Polícia Nacional e da Guarda Civil da Espanha que permaneciam na Catalunha para reforçar a segurança na região por causa do processo separatista deixaram neste sábado a província, encerrando assim a operação especial iniciada no fim de setembro.

Segundo informações extraoficiais, o número de agentes enviados à Catalunha chegou a quase 20 mil, a maioria deles especializados em conter distúrbios. A operação teve início no fim de setembro para impedir o referendo independentista, considerado ilegal pela Justiça espanhola, realizado no último dia 1º de outubro.

O Ministério do Interior da Espanha decidiu em setembro aumentar a presença de agentes na Catalunha depois das decisões tomadas pelas autoridades regionais, que convocaram a consulta separatistas.

As semanas posteriores também foram de tensão até a declaração unilateral de independência, também considerada ilegal, feita pelo parlamento regional da Catalunha em 27 de outubro.