Turquia prepara grande esquema de segurança para evitar ataques no Réveillon

Istambul, 30 dez (EFE).- A Turquia preparou um grande esquema de segurança para prevenir ataques terroristas durante as festas de Ano Novo, como o massacre ocorrido há um ano em Istambul.

O governo proibiu a realização de eventos em alguns dos pontos mais emblemáticos das principais cidades do país e da capital, Ancara. Uma das celebrações proibidas foi a tradicional festa na praça Taksim, no centro de Istambul.

Agentes ficarão na praça durante a virada do ano e também na avenida Istiklal, repleta de bares e uma das mais frequentadas da cidade. Restrições similares serão adotadas no bairro de Besiktas, também conhecido por ter uma animada vida noturna.

O objetivo é prevenir ataques como o ocorrido no Réveillon do ano passado, quando terroristas ligados ao grupo Estado Islâmico (EI) abriram fogo contra uma boate em Istambul e mataram 39 pessoas.

As autoridades municipais lembraram que eles tinham inicialmente planejado cometer um atentado na praça Taksim, mas mudaram de alvo na última hora, ao perceberem o amplo esquema de segurança que já no ano passado reduziu o público que foi ao local.

Além disso, a circulação de veículos pesados, como caminhões, será proibida em oito bairros de Istambul entre 8h de amanhã e o mesmo horário do dia seguinte.

A partir da tarde de domingo também estará proibida a passagem de carros por outros pontos da cidade, como os arredores da praça Taksim e ruas dos bairros de Besiktas e Kadiköy.

Em Ancara, o governo local decidiu manter a tradicional festa na praça de Kizilay, no centro da cidade, mas preparou um forte esquema de segurança que revistará todas as pessoas que forem à região.

"A partir das 20h fecharemos os acessos à Kizilay e colocaremos pontos de controle nas quatro esquinas para que os cidadãos possam celebrar ali o Ano Novo de forma segura. Todos serão revistados", disse o governador de Ancara, Ercan Topaca.

Quatro avenidas serão fechadas a partir deste sábado. Além disso, agentes estarão nas principais estações de metrô, no aeroporto e nos shopping centers da capital.

No total, segundo Topaca, 9.744 policiais estarão nas ruas da capital para o Réveillon.

A Polícia da Turquia intensificou as operações contra as células do EI no país e prendeu mais de cem suspeitos. Apenas ontem, 46 pessoas foram detidas em Istambul e outras 30 em Ancara.

Segundo agentes ouvidos pela agência "Anadolu", entre os presos há pessoas que preparavam ataques no Réveillon.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos