Holandeses começam o ano com tradicional mergulho no Mar do Norte

Imane Rachidi

Haia, 1 jan (EFE).- Até 10 mil pessoas de diferentes nacionalidades se banharam nesta segunda-feira, enfrentando o vento e o frio, na praia holandesa de Scheveningen, em Haia, como parte das imersões tradicionais na gélida água do Mar do Norte, como ocorre todo 1° de janeiro para celebrar o começo do ano.

"É verdade que a água estava gelada, mas uma vez que se está dentro, fica melhor. O ambiente é muito agradável. Dizem que assim não se passa frio o resto do ano, vamos ver se é verdade", disse à Agência Efe Teresa Sanz, engenheira catalã que está passando as festas em Haia e que participou do banho do começo de 2018.

A imersão é realizada na praia de Scheveningen desde 1965, embora não seja o único lugar para dar um mergulho: há outros 139 pontos em diferentes praias dos Países Baixos, onde mais de 40 mil pessoas participaram desta tradição.

Também há outras opções para nudistas, como em Zeeland, Vrouwenpolder, Zandvoort e Galderse Meren (Breda), onde os participantes correram e entraram totalmente nus na água.

A corrida para a água começou em todo o país às 12h local (8h, em Brasília), com especial atenção na praia de Haia, perto do cais de Scheveningen, o local mais popular e frequentado para cumprir com esta tradição.

Depois de se registrar mediante o pagamento de 3 euros, os participantes receberam um gorro de lã de cor laranja e uma sopa de ervilhas por causa da imersão.

Lucia, de 19 anos e que prefere manter o sobrenome no anonimato, considerou que este ano a água "estava mais quente" do que o anterior, quando também participou junto ao seu grupo de amigos espanhóis e holandeses neste evento típico.

Com um forte vento e uma temperatura de 8 graus centígrados em Haia, o novo ano começou hoje mais suave do que em 2017, quando as pessoas se banharam a 0 graus, com uma sensação de -4°, segundo a agência meteorológica dos Países Baixos.

A temperatura da água esteve neste ano entre 5 e 8 graus e por isso também não houve nenhum susto. Após o banho, a maioria dos participantes se dirigiu para pegar um vinho ou um chocolate quente diante do palco de música que a organização montou na praia.

A primeira imersão de Ano Novo na Holanda foi em Zandvoort, em 1 de janeiro de 1960, e desde então as pessoas seguem fiéis à tradição a cada ano, exceto em 2007, quando teve que ser cancelada pelas autoridades devido ao frio extremo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos