Topo

Homem mata família na Nicarágua por US$ 45 e um telefone celular

01/01/2018 20h09

Manágua, 1 jan (EFE).- As autoridades da Nicarágua informaram nesta segunda-feira que detiveram um homem como principal suspeito de assassinar quatro pessoas de uma mesma família, entre elas duas meninas, no município de Río Blanco, no norte do país, para roubar US$ 45 e um telefone celular.

O suposto autor do crime é Freddy Cruz García, de 35 anos, que, segundo a polícia, assassinou Juan Valerio Escoto (43) sua mulher Adela López Guzmán (40), a filha de ambos, Lindsay Escoto (10), e sua sobrinha Judith Escoto Castillo (10), segundo detalhou o subdiretor geral da Polícia Nacional, Francisco Díaz, em entrevista coletiva.

O motivo da chacina teria sido o roubo de 1.400 córdobas (cerca de US$ 45) e um telefone celular, acrescentou.

Os corpos foram achados no último dia 29 de dezembro na casa em que a família vivia na comunidade rural El Martillo, na Reserva Natural Cerro Musún, ao norte do município de Río Blanco, no departamento de Matagalpa (norte), de acordo com a informação oficial.

De acordo com as investigações, na noite de 28 de dezembro, o suspeito Fredy Cruz García chegou à casa da família assassinada para pedir um empréstimo de 1.000 córdobas (US$ 32,5).

Como o homem da casa se negou a emprestar dinheiro, Cruz García agrediu com um pedaço de madeira tanto o casal quanto as menores, que tentaram fugir.

Entre as evidências coletadas pela Polícia Nacional se encontra o dinheiro, o telefone celular e peças de roupa que pertencem a Cruz García, que contêm manchas de sangue.

O detido será posto à ordem do Ministério Público para que seja acusado pelos delitos de assassinato e roubo agravado.