Número de mortos em manifestações no Irã sobe para 10

Teerã, 1 jan (EFE).- O número de mortos nas manifestações contra as políticas econômicas do presidente do Irã, Hassan Rohani, subiu para dez, informou nesta segunda-feira a emissora estatal do país.

As informações oficiais citam feridos, sem explicar quantos eles são, e afirmam que mais de 200 pessoas foram detidas nos protestos que começaram na última quinta-feira na cidade de Mashhad e se espalharam por outras regiões do país.

Rohani disse hoje que os inimigos do Irã não toleram o sucesso que o país teve com o acordo nuclear. E, para se vingarem, estimularam as pessoas a protestar contra o governo.

"Nosso progresso para eles é intolerável, nosso sucesso no mundo da política perante os Estados Unidos e o regime sionista (em referência a Israel) foi intolerável", disse Rohani em uma reunião com os chefes das comissões parlamentares do país.

O presidente iraniano afirmou que seu governo teve muitos êxitos, como o acordo nuclear firmado em 2015 com o Grupo 5+1 - EUA, China, Reino Unido, França, Rússia, mais Alemanha - e também na eliminação do terrorismo na região.

Internamente, Rohani se queixou das críticas ao acordo nuclear e ressaltou que a prioridade de seu governo é a geração de empregos. Segundo ele, 700 mil postos de trabalho foram criados durante sua gestão, um número avaliado pelo presidente como "considerável".

Rohani reconheceu que há problemas no país a serem resolvidos e que o povo tem direito de criticar o governo, mas ressaltou que é preciso "escolher as maneiras e vias legais para expressar a crítica".

"A melhor resposta é que o parlamento, o governo, o Judiciário, as Forças Armadas e todos os responsáveis pelo país estejam juntos e unidos, independentemente do partido político ao qual pertencem", afirmou Rohani.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos