Papa pede garantia de "um futuro de paz" a refugiados e imigrantes

Cidade do Vaticano, 1 jan (EFE).- O papa Francisco pediu nesta segunda-feira no Vaticano garantia de "um futuro de paz" aos imigrantes e refugiados e apelou para isso às instituições civis, educativas, assistenciais e eclesiásticas.

O papa fez essa pedido antes da reza do Ángelus perante milhares de pessoas congregadas debaixo da chuva na Praça de São Pedro e lembrou aos que "estão dispostos a arriscar a vida em uma viagem que em grande parte dos casos é longo e perigoso".

"Não apaguemos a esperança no seu coração; não sufoquemos as suas esperanças de paz. É importante que de parte de todos, instituições civis, realidades educativas, assistenciais e eclesiais, haja um esforço por garantir aos refugiados, aos imigrantes, a todos, um futuro de paz", disse o papa.

Francisco advogou por um "mundo mais solidário e acolhedor" e disse que no dia de hoje queria fazer eco "dos nossos irmãos e irmãs que invocam para o futuro (dos imigrantes e refugiados) um futuro de paz".

O pontífice fez esta referência a refugiados e imigrantes no dia em que a Igreja católica celebra a 51ª Jornada Mundial da Paz, dedicada nesta ocasião a essas pessoas em dificuldades.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos