Ancara pede que autoridades do Irã evitem violência e provocações

Ancara, 2 jan (EFE).- A Turquia fez nesta terça-feira uma chamada às autoridades iranianas para que evitem provocação e violência, ao mesmo tempo que pediu ao resto do mundo que não intervenha desde fora na situação suscitada pelos turbulentos protestos populares no país vizinho.

"Acreditamos que o presidente (iraniano, Hassan) Rohani deve evitar a violência e as provocações. Deve levar em conta que as pessoas têm direito a se manifestar pacificamente", afirma em comunicado o Ministério turco de Relações Exteriores.

Ao mesmo tempo, reconhece que "a lei não pode ser violada e a propriedade pública não deve ser prejudicada".

"Desejamos que a paz seja garantida no país e que o bom senso domine para prevenir a escalada de eventos, e que seja evitada a retórica provocativa e as intervenções externas", acrescenta.

Com este comunicado, o Governo da Turquia reagiu à tensa situação no vizinho Irã, onde ocorrem intensos protestos contra a corrupção e o alto custo de vida que desde 28 de dezembro já tiraram a vida de 20 pessoas.

Trata-se da maior onda de manifestações contra o Governo de Teerã desde 2009.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos