Ataque na porta de igreja na Nigéria ao menos deixa 16 mortos

Abuja, 2 jan (EFE).- Pelo menos 16 pessoas morreram em um ataque de pistoleiros não identificados na saída de uma missa de Ano Novo no estado de Rivers, no sudeste da Nigéria, informaram nesta terça-feira os veículos de comunicação locais.

O fato aconteceu na cidade de Omoku, a 90 quilômetros ao noroeste da capital estatal, Port Harcourt, e a polícia suspeita que os autores poderiam pertencer a alguma das seitas que operam na área.

O porta-voz da polícia, Nnamdi Omoni, declarou ao jornal "Vanguard" que a investigação sobre os fatos começou.

Da sua parte, o governador de Rivers, Nyesom Wike, ofereceu uma recompensa de 200 milhões de nairas (US$ 556 mil) a quem possa oferecer informações relevantes sobre os autores dos assassinatos.

Rivers está localizado no delta do rio Níger, uma zona rica em petróleo na qual operam diversos grupos armados que desejam que uma maior parte dos lucros derivados do petróleo, que supõem boa parte dos investimentos do país, fique com os habitantes da zona para melhorar as suas condições de vida.

Estas organizações costumam atacar plantas petrolíferas para sequestrar trabalhadores estrangeiros, por cuja liberdade pedem elevados resgates.

A zona desfrutou de uma relativa calma desde que o Governo nigeriano e os grupos armados acordaram uma trégua no ano passado.

Os analistas políticos indicam que este último ataque poderia ser resultado das tensões e da rivalidade entre membros do Congresso de Todos os Progressistas (APC, por suas siglas em inglês) do presidente Muhamadu Buhari e do Partido Popular Democrático (PDP, nas suas siglas em inglês), que governa em Rivers.

Este estado foi palco de um crescente número de assassinatos nos últimos tempos, devido à rivalidade entre seitas religiosas e entre grupos políticos.

O anterior ataque de pistoleiros registrado em Rivers de outubro de 2017, quando um tiroteio em concorrido mercado de Port Harcourt acabou com a vida de pelo menos dez pessoas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos