Exército sírio assegura controle em áreas próximas à fronteira com Israel

Cairo, 2 jan (EFE).- O exército da Síria retirou nesta terça-feira os explosivos da região de Ghouta Ocidental, ao sudoeste de Damasco, e içou a bandeira nacional nas colinas de Al Homr, na província de Quneitra, no sul do país, duas áreas próximas à fronteira com Israel, depois de recuperar o controle de ambas.

Segundo a agência oficial de notícias síria "Sana", as tropas trabalham para declarar esses lugares "áreas seguras", após a eliminação de minas e artefatos explosivos, com o objetivo de facilitar o regresso de seus moradores.

Nos últimos três meses, o exército governamental desenvolveu uma operação militar nas zonas fronteiriças com Israel, que finalmente obrigou "os grupos terroristas armados a render-se e aceitar suas condições, entregando suas armas pesadas e abandonando amplas áreas" de território, indicou essa agência.

No último dia 30 de dezembro, combatentes de fações armadas rebeldes e islamitas, seus familiares e outros civis abandonaram a localidade de Beit Yin, ao sudoeste de Damasco e próxima à fronteira com o Líbano e as Colinas de Golã ocupadas por Israel, a bordo de vários ônibus.

A evacuação aconteceu em virtude de um acordo com as autoridades sírias, depois que as forças governamentais conseguiram avançar em áreas consideradas estratégicas pela sua proximidade da fronteira.

O governo sírio pôde retomar o controle de destacadas regiões do país graças a acordos com seus inimigos, que aceitam abandonar as áreas depois serem derrotados militarmente ou após longas temporadas de bloqueio.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos