Topo

Governo da Alemanha condena ataques contra agentes no Réveillon

02/01/2018 14h51

Berlim, 2 jan (EFE).- O governo da Alemanha condenou nesta terça-feira os ataques contra agentes da polícia e funcionários dos órgãos de emergência no Réveillon em diversas cidades do país.

"Não há nenhuma desculpa para atacar policiais ou equipes de resgate, nem no Réveillon ou em nenhum outro dia do ano", afirmou o Ministério do Interior da Alemanha, citando que no ano passado as penas de prisão para aqueles que ataquem policiais, bombeiros e funcionários dos serviços de emergência foram aumentadas.

O ministro de Justiça da Alemanha, Heiko Maas, denunciou os ataques e ressaltou a importância dessa lei para proteger aqueles que arriscam a saúde e a vida para ajudar os outros.

O último incidente ocorreu ontem em Berlim, quando três jovens atiraram contra uma patrulha policial. Na virada do ano, a polícia da capital já tinha denunciado que agentes foram alvo de ataques com foguetes e garrafas em diferentes pontos da cidade.

O diretor da Polícia de Berlim, Klaus Kandt, questionou a "inteligência" dos agressores, alertou que as festas nem o consumo de álcool são desculpas e confiou que as pessoas terão mais respeito com as forças de segurança ao longo do ano.

Segundo o balanço do Corpo de Bombeiros de Berlim, que fica em alerta no Réveillon por causa do costume de soltar fogos de artifício, oito agentes foram agredidos. No total, foram registrados 57 ataques contra os veículos de emergência no Ano Novo.

Em Leipzig, no leste do país, a polícia precisou usar canhões de água para dispersar um grupo de várias dezenas de pessoas que lançaram foguetes, pedras e garrafas contra os agentes em uma das praças da cidade.