Mais de 400 manifestantes foram detidos desde início de protestos no Irã

Teerã, 2 jan (EFE).- Cerca de 450 manifestantes foram detidos nos últimos três dias em Teerã durante os protestos contra as políticas econômicas do Governo do presidente iraniano, Hassan Rohani, informou nesta terça-feira um responsável do departamento de segurança do governo.

"No sábado foram 200 pessoas, no domingo 150 e ontem, segunda-feira, 100", disse o vice-governador da província de Teerã, Ali Asgar Naserbajt, informou a agência local iraniana de notícias "ILNA".

Por enquanto, as autoridades não deram números sobre detidos no resto do país por causa dos protestos, que desde que começaram na quinta-feira já deixaram 20 mortos.

Naserbajt lamentou os distúrbios dos últimos dias e disse que qualquer tipo de concentração ao ar livre requer a permissão do Ministério do Interior.

No centro de Teerã, "os manifestantes desceram os passageiros de um táxi e o incendiaram", criticou o responsável.

Além disso, explicou que pediu aos manifestantes que abandonassem as ruas e que nos casos em que destruíram os "recursos públicos e atacaram pessoas", a polícia realizou detenções.

Com relação às manifestações em Teerã, Naserbajt explicou que ontem o número de participantes nos protestos tinha diminuído.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos