Polícia mata 15 terroristas na zona fronteiriça entre Iraque e Síria

Bagdá/Mossul (Iraque), 2 jan (EFE).- A polícia iraquiana matou 15 supostos terroristas pertencentes ao grupo Estado Islâmico (EI) quando estavam cruzando a zona fronteiriça entre a Síria e o Iraque, informou nesta terça-feira o Ministério do Interior.

Os jihadistas, que portavam armas e coletes de explosivos, tinham sido vigiados durante vários dias pelos serviços de Inteligência, indicou o porta-voz do Ministério, Saad Maan, em comunicado.

Por outra parte, a Inteligência militar anunciou a detenção de três pessoas procuradas por terrorismo na província de Saladino, no centro do Iraque, e na capital Bagdá.

No último dia 9 de dezembro, o primeiro-ministro iraquiano, Haider al Abadi, anunciou que o exército deu por finalizada a guerra contra o EI, que fez o país sangrar durante três anos e meio.

Apesar do anúncio, realizado após a retomada dos últimos redutos do EI, ainda há presença de jihadistas no Iraque, que continuam cometendo atentados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos