Sobe para 36 o número de mortos em acidente de ônibus no Peru

Lima, 2 jan (EFE).- Pelo menos 36 pessoas morreram e outras seis ficaram feridas nesta terça-feira depois que um ônibus caiu de um penhasco próximo ao mar em uma na região conhecida como Pasamayo, no norte de Lima, a capital do Peru, informou o Ministério de Saúde do país andino no Twitter.

O vice-comandante geral do Corpo de Bombeiros Voluntários do Peru, Larry Lynch, explicou para a Agência Efe que seus efetivos recuperaram "32 (corpos) até o momento" e trabalham para libertar as vítimas e corpos que permanecem presos sob os destroços do veículo, que viajava com 57 passageiros.

Além disso, os seis feridos resgatados têm múltiplas fraturas e foram levados em helicóptero a dois hospitais de Callao, na região metropolitana da capital peruana, segundo Lynch.

O veículo ficou de cabeça para baixo, à beira do mar, em uma área "completamente inacessível" e que está sendo invadida pela água com o aumento da maré, explicou Lynch sobre a dificuldade enfrentada pelas equipes de resgate.

O acidente aconteceu na rodovia Pan-Americana Norte, a cerca de 45 quilômetros de Lima, em um trecho conhecido como "a curva do diabo", que passa por uma região montanhosa banhada pelo Oceano Pacífico.

No total, 150 bombeiros estão trabalhando no resgate e içando os corpos com cordas, um a cada 20 minutos, informou Lynch.

O presidente peruano, Pedro Pablo Kuczynski, escreveu no Twitter que "um acidente desta magnitude é muito doloroso para o país".

Efetivos de bombeiros voluntários, da polícia nacional, da marinha e funcionários do Ministério de Saúde realizam as operações de resgate das vítimas com aproximadamente 16 ambulâncias e veículos de emergência.

A diretora do Hospital de Alcides Carrión em Callao, María Elena Aguilar, onde estão internados cinco dos feridos, disse que os pacientes têm múltiplas fraturas, estão estabilizados e devem passar por cirurgia nas próximas horas.

"É muito provável que já não estejam enviando mais pacientes" ao hospital Alcides Carrión, comentou a diretora do mesmo.

O chefe da polícia rodoviária, Dino Escudero, declarou à emissora "Canal N" que o ônibus partiu na manhã de hoje da cidade de Huacho, no norte do país, rumo a Lima, com 57 passageiros, além do motorista e uma tripulante.

O chefe da polícia rodoviária acrescentou que o acidente aconteceu por volta de 11h40 locais (14h40 em Brasília), aparentemente depois que o ônibus foi atingido por outro veículo, que "já foi abordado e detido pelos agentes no local".

Fontes das equipes de socorro disseram à Efe que o ônibus caiu por uma encosta de 160 metros de altura, em uma zona escarpada e rochosa banhada pelo Oceano Pacífico.

Essas mesmas fontes indicaram que acreditam que o número de mortes será mais alto, mas isto só poderá ser confirmado depois que as equipes de resgate conseguirem acessar o interior do veículo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos