Tumulto no Réveillon da República Democrática do Congo termina com 11 mortos

Kinshasa, 2 jan (EFE).- Pelo menos 11 pessoas morreram após um tumulto ocorrido durante os festejos de Réveillon em uma praia da cidade de Muanda, no sudoeste da República Democrática do Congo, informam nesta terça-feira as autoridades locais.

Esta praia tinha apenas uma escada de acesso, o que, somado a uma briga na praia e à chuva que começou a cair sobre o público presente, desencadeou o incidente.

"As pessoas começaram a se empurrar, e isto fez com que algumas caíssem no chão e que outras caíssem em cima deles, pisoteando-os", afirmou o presidente das plataformas de direitos humanos da província de Kongo (onde se encontra Muanda), Louis Iloma, em conversa por telefone com a Agência Efe.

Iloma explicou que um número ainda não especificado de feridos foi levado ao hospital da cidade.

Além disso, considerou que a tragédia poderia ter sido evitada se o Instituto Congolês para a Conservação da Natureza (ICCN), encarregado da manutenção das praias, tivesse tomado medidas para garantir a segurança nesta área que habitualmente recebe um grande número de pessoas para celebrar o fim de ano.

"É responsabilidade do ICCN, que não tomou as medidas necessárias para proteger os turistas", lamentou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos