Adolescente palestino morre atingido por disparo do exército israelense

Jerusalém, 3 jan (EFE).- Um adolescente palestino morreu nesta quarta-feira em decorrência de um disparo na cabeça durante confrontos contra o exército de Israel perto da cidade cisjordaniana de Ramala, informou o Ministério de Saúde da Palestina.

O jovem, de 17 anos, foi transferido ao hospital Istishari em estado grave e não resistiu ao ferimento, segundo um comunicado do Ministério e do Crescente Vermelho.

Por sua parte, o exército israelense garantiu à Agência Efe que o jovem palestino estava "armado" e que "o incidente está sendo investigado".

"Durante um enfrentamento violento com dezenas de palestinos em Deir Nitham, ao leste de Ramala, as tropas do exército identificaram um alvoroçador armado com uma arma de fogo e dispararam contra ele", declarou uma porta-voz militar.

Desde que no último dia 6 de dezembro o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconheceu Jerusalém como capital de Israel, morreram 14 palestinos em protestos e enfrentamentos com as forças de segurança israelenses.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos