Garrafa de vodca avaliada em 1,1 milhão de euros é roubada em Copenhague

Copenhague, 3 jan (EFE).- Uma garrafa de vodca avaliada em 1,1 milhão de euros foi roubada de um bar de Copenhague, denunciou nesta quarta-feira o dono do local, que assegura que é a mais cara do mundo e única da sua classe.

A garrafa, da marca Russo Baltique, foi produzida com três quilos de ouro e de prata e tem na parte superior uma fita de couro com o desenho do primeiro carro Monte Carlo de 1912, declarou à emissora "TV2" Brian Ingberg, proprietário do bar.

Ingberg, que assegura possuir a maior coleção de vodca do mundo com cerca de 12.000 garrafas, explicou que esta fazia parte da sua coleção há seis meses e que era um empréstimo da montadora de automóveis Dartz.

"Pelo visto tinham uma chave ou uma cópia, abriram a cerca de segurança e a porta e depois quebraram a outra porta para entrar no museu da vodca no porão do bar", detalhou o proprietário.

O roubo, que aconteceu na madrugada de terça-feira, foi denunciado à polícia de Copenhague.

Ingberg divulgou na sua página no Facebook várias fotos captadas pelas câmeras de segurança do local nas quais é possível ver dois homens encapuzados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos