Peru ampliará estrada alternativa à rodovia onde ônibus caiu em precipício

Lima, 3 jan (EFE).- O presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynski, informou nesta quarta-feira que solicitou o início "imediato" dos trâmites para ampliar uma estrada alternativa ao caminho conhecido como "espiral de Pasamayo", onde ontem morreram 48 pessoas depois que um ônibus despencou por uma encosta.

O presidente afirmou em uma mensagem no Twitter que o Ministério de Transportes e Comunicações (MTC) e a empresa Norvial, concessionária desse setor da estrada Pan-Americana Norte, ficarão responsáveis pela gestão do projeto.

O acidente de ontem aconteceu na rodovia Pan-Americana Norte, a cerca de 45 quilômetros de Lima, em um trecho conhecido como "curva do diabo" do "espiral de Pasamayo", que passa por uma área montanhosa de aproximadamente 20 quilômetros à margem do Oceano Pacífico.

O Ministério do Interior confirmou que as equipes de resgate reiniciaram hoje as operações de investigação do acidente e de recuperação dos corpos, depois que o aumento da maré obrigou a paralisação das mesmas ontem à noite.

O chefe da Divisão de Controle de Estradas da Polícia Nacional do Peru (PNP), Dino Escudero, disse que as operações de hoje estarão voltadas para a recuperação de 12 corpos que permanecem presos entre os destroços do ônibus.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos