Trump responde a Kim Jong-un que seu botão nuclear é "maior e mais poderoso"

Washington, 2 jan (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, utilizou as redes sociais para responder ao líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, que na última segunda-feira disse ter acesso ao botão nuclear "o tempo todo", lhe advertindo que ele tem um acesso similar, mas que no seu caso é "muito maior e mais poderoso".

"O líder norte-coreano Kim Jong-un acaba de dizer que o 'botão 'nuclear está sobre sua mesa todo o tempo'. Pode alguém do seu regime esgotado e faminto falar para ele que eu também tenho um botão nuclear e que é muito maior e mais poderoso que o seu", escreveu Trump, em sua conta pessoal do Twitter.

A afirmação do presidente americano vem como uma reação a umas imagens divulgadas hoje onde o líder norte-coreano mostra a capacidade de pressionar o botão nuclear a qualquer momento.

A ameaça, no entanto, não pareceu intimidar Trump que, além disso, se vangloriou de que, diferente das armas nuclear de Pyongyang, as dos Estados Unidos "funcionam!".

Este cruzamento de declarações ocorre no mesmo dia em que os EUA anunciaram a possibilidade de promover novas sanções à Coreia do Norte, mesmo com a Coreia do Sul tendo proposto a Pyongyang que realizem uma reunião de alto nível, que aconteceria no próximo dia 9.

Este encontro, que ainda não foi aceito por Kim Jong-un, seria o primeiro deste tipo em mais de dois anos entre os países vizinhos e aconteceria em um momento de especial tensão na península coreana pelo intenso desenvolvimento armamentístico de Pyongyang.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos