Nigéria informa que uma das meninas sequestradas em Chibok foi libertada

Abuja, 4 jan (EFE).- Uma das meninas que fazia parte do grupo de 276 estudantes sequestradas pelo grupo terrorista Boko Haram na cidade nigeriana de Chibok foi libertada, informou nesta quinta-feira o Exército.

A menina, capturada pelo Boko Haram em abril de 2014 e identificada como Salomi Pagu, foi resgatada em Pulka, cerca de 110 quilômetros ao sudeste de Maiduguri, capital do estado de Borno e centro da atividade terrorista do grupo, disse em um comunicado o porta-voz do Exército, Onyenma Nwachukwu.

"A menina foi interceptada em companhia de outra menina, Jamila Adams, de cerca de 14 anos e que carregava uma criança. Está sob custódia das tropas e recebe atendimento médico", disse Nwachukwu, sem proporcionar mais detalhes.

O sequestro das estudantes em abril de 2014 provocou indignação no mundo todo. Figuras públicas como a então primeira-dama dos Estados Unidos, Michelle Obama, e a prêmio Nobel Malala Yousafzai se somaram às campanhas pela sua liberdade.

Das 276 estudantes sequestradas na escola pública secundária de Chibok, 58 escaparam pouco após o rapto.

Os terroristas libertaram outras 21 em agosto de 2016 após negociações auspiciadas pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha e pelo Governo suíço.

Depois de mais negociações, a liberdade ditada para cinco membros do Boko Haram permitiu em maio do ano passado o retorno para casa de mais de 80 sequestradas.

O Governo nigeriano prometeu seguir com as conversas com o grupo para conseguiu a liberdade das mais de 100 meninas que seguem em mãos dos jihadistas. EFE

po/ff

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos