Chefe do Estado Maior iemenita é ferido por mina

Cairo, 5 jan (EFE).- O chefe do Estado Maior iemenita, general Tahir al Uqili, e pelo menos outros quatro militares de alta categoria ficaram feridos nesta sexta-feira após a explosão de uma mina antitanque no norte do país, informaram fontes militares.

Al Uqili tem uma fratura em uma perna, segundo a fonte, que não detalhou o estado de saúde dos outros feridos na explosão, ocorrida na zona de Job al Shaaf, na província de Al Jouf, fronteiriça com a Arábia Saudita.

A mina explodiu quando um veículo militar no qual a comitiva viajava passava pelo local, durante uma visita de inspeção à frente, poucos dias depois de o Exército recuperar o controle da zona de Job al Shaaf dos rebeldes houthis.

Além do chefe do Estado Maior, ficaram feridos o governador da província de Al Jouf, general Amin al Uqimi; o chefe da divisão de apoio logístico do Exército, general Ahmed al Ualid; o comandante da Brigada 101, general Ali Al Mahdi, e o diretor do escritório do chefe do Estado Maior, Faisal Al Yamani.

Os feridos foram levados a um hospital na vizinha província de Ma'rib, acrescentou a fonte.

O Iêmen está em guerra desde o final de 2014, quando os houthis tomaram a capital, Sana, e várias províncias do noroeste.

O Governo do presidente Abdo Rabu Mansur Hadi, o único reconhecido pela comunidade internacional, conta com o apoio da coalizão de países sunitas lideradas pela Arábia Saudita, que intervém no conflito desde março de 2015.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos