Irmãos se reencontram após 78 anos separados por guerra na China

Pequim, 5 jan (EFE).- Uma irmã e um irmão do sul da China conseguiram se encontrar após 78 anos separados devidos à guerra, informaram nesta sexta-feira os meios de comunicação locais.

O emocionante reencontro ocorreu na cidade de Shantou, na província de Guangdong, momento em Weng Qimei, uma idosa de 90 anos, não conseguiu segurar as lágrimas de alegria ao abraçar novamente seu irmão mais novo, cuja identidade não foi revelada.

Weng teve que fugir com sua mãe e duas irmãs para a província de Fujian, no sudeste, durante a Segunda Guerra Sino-Japonesa (1937-1945), ainda que outros familiares, entre eles seu irmão, ficaram para trás.

Posteriormente, Weng foi separada de sua família e vendida pela sua própria mãe devido à pobreza extrema, segundo o seu testemunho, recolhido pelo jornal "South China Morning Post".

Ao longo de toda a sua vida, sempre manteve a esperança de encontrar sua mãe e seus irmãos, mas após algumas investigações na década de 60, descobriu que sua mãe tinha falecido.

"Sempre achei que ainda estavam vivos (os irmãos)... assim rezei para Buda todos os dias. Orei por eles e esperava que tivessem uma vida longa e saudável", relatou Weng.

Em 2016, Weng entrou em contato com a organização "Dream Back to Chaoshan", que a ajudou a localizar seu irmão mais novo, que finalmente pôde abraçar aos 90 anos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos