Justiça ordena prisão de motorista de carreta que causou acidente no Peru

Lima, 5 jan (EFE).- A Justiça do Peru ditou nesta sexta-feira nove meses de prisão preventiva para o motorista da carreta que provocou o acidente no qual um ônibus de passageiros caiu em um precipício e deixou 52 mortos e seis feridos na terça-feira, segundo o último boletim oficial.

Um tribunal da cidade de Huaral aceitou o pedido da promotoria contra Christian Quillahuamán, o motorista da carreta que causou o acidente envolvendo o ônibus no trecho da rodovia Pan-Americana Norte conhecido como Pasamayo, que fica ao norte de Lima.

A prisão preventiva faz parte da formalização da investigação preparatória contra Quillahuamán disposta pelo Ministério Público pelo crime de homicídio culposo, por ser considerado o suposto responsável pelo acidente ocorrido na rodovia Pan-Americana Norte.

Segundo o relatório pericial, o motorista invadiu a pista contrária e trafegava com velocidade excessiva no trecho conhecido como "Curva do Diabo".

A velocidade máxima neste local é de 45 km/h, mas a perícia constatou que a carreta estava a uma velocidade superior a 60 km/h, segundo o Ministério Público peruano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos