Carro-bomba explode em Bengasi, mas não causa vítimas

(Corrige data do cabeçalho).

Trípoli, 6 jan (EFE).- Um carro-bomba explodiu neste sábado na frente da casa de Musa al Nimr, membro influente da tribo Al Awaqir, aliada da operação militar "Al Karama"(Dignidade), lançada em 2014 pelo marechal Khalifa Hafter, homem forte do leste do país, para arrebatar a cidade de Bengasi das milícias.

Conforme informou à Agência Efe uma fonte de segurança de Bengasi, a explosão foi em Salug e não houve mortos.

Até o momento, nenhum grupo reivindicou a autoria do ataque, o segundo do tipo desde a morte do antigo chefe da tribo, Al Sheikh Brik al Liwati, que morreu em maio quando saía de uma mesquita em Salug.

A Líbia vive uma guerra civil desde 2011, quando a comunidade internacional contribuiu para a vitória rebelde sobre a ditadura de Muamar Gadafi.

Atualmente, dois governos - um no oeste apoiado pela ONU e outro no leste no controle de Khalifa Hafter, um ex-membro da cúpula de Gadafi recrutados anos depois pela CIA -, lutam pelo poder com a ajuda de milícias e grupos que lucram com a guerra.

A anarquia favoreceu a proliferação de máfias dedicadas a todo tipo de comércio ilegal, de tráfego de armas e combustível ao tráfico de seres humanos, e o financiamento de grupos jihadistas como Al-Qaeda no Magrebe Islâmico (AQMI) e Estado Islâmico.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos