Topo

Colisão de duas embarcações deixa 32 desaparecidos na China

Guarda Costeira Coreana via AFP
Fumaça sai de embarcações que se chocaram neste domingo no Mar Oriental da China Imagem: Guarda Costeira Coreana via AFP

Em Pequim

07/01/2018 04h38

Trinta e duas pessoas, trinta iranianos e dois bengalis, desapareceram após o choque de duas embarcações, um petroleiro registrado no Panamá e um cargueiro de Hong Kong, no Mar Oriental da China, informou neste domingo (7) o Ministério de Transporte chinês.

A colisão aconteceu no sábado no Mar Oriental da China, a 160 milhas (257 quilômetros) a leste do estuário do rio Yangtsé, perto da cidade chinesa de Xangai, segundo a agência oficial de notícias "Xinhua".

Os 32 desaparecidos são membros da tripulação do petroleiro, enquanto que os 21 que viajavam no cargueiro registrado em Hong Kong, todos de nacionalidade chinesa, puderam ser resgatados.

Após a colisão começou um incêndio no petroleiro que esteve ativo durante horas.

O Ministério informou que aconteceu um vazamento de petróleo para o mar, mas não especificou a extensão da área contaminada.

As autoridades marítimas chinesas enviaram oito embarcações de busca e resgate para a região, enquanto que a Coreia do Norte também enviou homens para colaborar no resgate.