Topo

Ataques aéreos e de artilharia perto de Damasco deixam pelo menos 13 mortos

08/01/2018 12h47

Beirute, 8 ene (EFE).- Pelo menos 13 pessoas morreram nesta segunda-feira, entre elas quatro menores, por ataques aéreos e de artilharia em diferentes zonas da região de Ghouta Oriental, o principal reduto opositor dos arredores de Damasco, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Seis pessoas perderam a vida por bombardeios de aviões não identificados contra a cidade de Duma, a maior da região, enquanto três morreram de forma similar na população de Madira e outros três por fogo de artilharia em Saqba.

Além disso, um homem morreu atingido por disparos de projéteis por parte das forças governamentais sírias na zona de Hamouriyah, indicou o Observatório, que destacou que 40 pessoas ficaram feridas em todos esses ataques.

Por outro lado, a fonte acrescentou que três pessoas, entre eles uma menor de idade, morreram hoje pelos ferimentos sofridos ontem por ataques aéreos em Duma, Arbin e Madira.

Enquanto isso, na população de Harasta, em Ghouta Oriental, continuam os combates entre os soldados governamentais e a ex-filial síria da Al Qaeda e outras facções ao oeste do edifício da Administração de Veículos.

Os soldados leais ao presidente sírio, Bashar Al-Assad, romperam ontem à noite o cerco a esse imóvel, onde estavam presas dezenas de soldados, rodeados pelo Organismo de Liberdade do Levante - a aliança do antigo ramo da Al Qaeda - e outros grupos desde 31 de dezembro.