Indonésia investiga morte de recém-nascido em voo entre Abu Dhabi e Jacarta

Jacarta, 8 jan (EFE).- A polícia da Indonésia investiga nesta segunda-feira as circunstâncias da morte de um recém-nacido que foi abandonado na lixeira de um avião que cobria a rota entre Abu Dhabi e Jacarta no sábado.

A mãe, sob custódia da polícia, é uma empregada doméstica indonésia que retornava para Jacarta em um voo desde Abu Dhabi e que deu à luz no banheiro do avião, indicou à Agência Efe o chefe da divisão criminal da polícia aeroportuária, Mirza Maulana.

As responsáveis pela limpeza do avião encontraram o corpo do recém-nascido na lixeira do banheiro do avião, dentro de uma sacola de plástico, depois que o avião aterrissou na Indonésia, acrescentou Maulana.

No entanto, a mãe havia desembarcado em Bangcoc, para onde o piloto desviou o voo para que a mulher pudesse receber atendimento médico por conta de uma hemorragia.

A mulher retornou no dia seguinte em outro voo a Jacarta, onde era esperada pelas autoridades.

"A polícia não realizou nenhuma detenção oficial, já que H está sendo atendida no hospital da corporação", precisou Maulana.

O chefe policial indicou que a mãe declarou que "o bebê foi o resultado de uma relação com seu empregador, de cerca 50 anos de idade, quando trabalhava como cuidadora de idosos em Abu Dhabi".

Os investigadores farão exame de DNA, enquanto comprovam a versão da mulher, que morou durante quatro anos nos Emirados Árabes Unidos e é originária de Cianjur, na província de Java Ocidental.

Mais de três milhões de mulheres da Indonésia, país de maioria muçulmana, trabalham no setor doméstico em países do Oriente Médio e em outros na Ásia, como Malásia e Cingapura.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos