Juiz de Nova York adia próxima audiência do caso contra "El Chapo"

Nova York, 8 jan (EFE).- O juiz de Nova York responsável pelo caso contra o narcotraficante mexicano Joaquín "El Chapo" Guzmán adiou nesta segunda-feira a próxima audiência do processo, que inicialmente estava programada para ocorrer em 19 de janeiro.

A mudança da audiência para o dia 15 de fevereiro também pode provocar um adiamento de uma decisão do juiz, Brian M. Cogan, sobre um pedido da defesa para atrasar o início do julgamento.

No anúncio feito hoje, não foi divulgado o motivo do adiamento. Promotoria e a defesa do traficante terão até o próximo dia 8 de fevereiro para propor um calendário para a sequência do caso.

A defesa de "El Chapo" acredita que o juiz não tomará uma decisão sobre o pedido de adiamento do começo do julgamento, que, em princípio, deve começar no próximo dia 16 de abril.

Os advogados entraram com um recurso formal para atrasar o início dos trabalhos para agosto ou setembro, pedindo que o juiz levasse em consideração a complexidade do caso e as limitações que o mexicano tem para dispor de recursos para pagar sua própria defesa.

"El Chapo" foi extraditado do México para os Estados Unidos em 19 de janeiro do ano passado. Ele é acusado pelos americanos de 17 crimes cometidos enquanto liderava o Cartel de Sinaloa, entre eles tráfico de drogas, uso ilegal de armas e lavagem de dinheiro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos