OIM estima que 64 imigrantes morreram em último naufrágio no litoral líbio

Roma, 8 jan (EFE).- Aproximadamente 64 imigrantes morreram no último naufrágio ocorrido no sábado, a poucas milhas do litoral da Líbia, no norte da África, segundo os depoimentos das 86 pessoas resgatadas que foram recolhidos pela Organização Internacional para as Migrações (OIM).

O porta-voz da OIM na Itália, Flavio di Giacomo, informou no Twitter nesta segunda-feira que, segundo as declarações dos resgatados que chegaram ao porto de Catania, na Sicília (Itália), o balanço do naufrágio de sábado foi de 64 mortos, dos quais apenas oito corpos foram recuperados.

Di Giacomo também contou a história de uma menina de poucos meses que pôde ser resgatada, mas que perdeu seus pais, segundo as testemunhas.

O naufrágio aconteceu a poucas milhas do litoral da Líbia, quando o fundo da lancha pneumática, um tipo de embarcação que costuma transportar entre 130 e 150 pessoas, cedeu e muitas pessoas caíram na água.

A OIM informou na sexta-feira que 171.635 imigrantes e refugiados chegaram à Europa no ano passado a partir do norte da África, através das perigosas rotas do Mediterrâneo, o que supõe um número 53% menor em relação ao ano anterior, segundo dados preliminares. EFE

ccg/rpr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos