Turquia acusa Assad de atacar oposição moderada no norte da Síria

Ancara, 9 jan (EFE).- O ministro de Relações Exteriores da Turquia, Mevlüt Çavusoglu, acusou nesta terça-feira as forças do presidente da Síria, Bashar al Assad, de atacar a oposição moderada na província síria de Idlib, no noroeste do país.

"As forças do regime sírio estão atacando membros da oposição síria moderada sob o pretexto da luta contra o grupo Al Nusra (ex-filial da Al Qaeda)", declarou Çavusoglu à imprensa antes de uma sessão parlamentar em Ancara.

"Esta atitude prejudicará o processo de solução política", acrescentou.

O ministro fez assim referência aos bombardeios do exército sírio para recuperar o controle do sul e do leste de Idlib, áreas nas quais supostamente é aplicado um acordo entre Rússia, Irã e Turquia para assegurar um cessar-fogo.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos informou que as forças governamentais sírias recuperaram ontem o controle de 14 localidades no sul e no leste da província de Idlib, após intensificar os bombardeios nessa área.

Segundo essa fonte, vários civis morreram nesses ataques.

Çavusoglu também pediu ao governo sírio que se abstenha de atacar os grupos que participarão nas conversas de paz na cidade russa de Sochi.

Unidades do exército turco entraram na província de Idlib em outubro do ano passado após os acordos de Astana para aplicar o cessar-fogo no país vizinho.

Ontem, um comboio do exército turco foi atingido por projéteis, supostamente durante uma ofensiva do exército sírio.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos