Erdogan diz que Turquia é exemplo de liberdade de imprensa

Ancara, 10 jan (EFE).- O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, afirmou nesta quarta-feira que seu país, onde há 165 jornalistas presos, é um exemplo de liberdade de imprensa, e que ele mesmo continuará lutando para permitir a expressão de ideias.

"Em matéria de liberdade de imprensa, novas tecnologias da comunicação, meios sociais e jornalismo na internet, a Turquia é hoje líder entre os países do mundo", disse Erdogan em um comunicado por conta do Dia do Jornalista.

Nessa nota, o presidente turco afirma que "o mais importante indicador nos países democráticos é garantir o direito das pessoas a acessar rapidamente as notícias verídicas e neutras" sem restrições.

"Uma sociedade aberta ao mundo só é possível com veículos de imprensa livres, transparentes e justos", afirmou.

Erdogan chegou a dizer que embora ele mesmo tenha sido atacado pela imprensa em diferentes momentos da sua vida política, continuará lutando pela expressão "de diferentes vozes e culturas".

Por conta do Dia do Jornalista, várias associações turcas de profissionais de comunicação emitiram hoje comunicados dizendo que não há nada a comemorar porque muitos dos seus colegas de profissão estão presos.

Em seu relatório de 2017, a União de Jornalistas Turcos informou que 165 profissionais da imprensa estavam na prisão, 100 tiveram suas credenciais retiradas, 18 foram atacados enquanto exerciam o seu trabalho e 35 veículos foram fechados pelo governo.

A ONG Repórteres Sem Fronteiras colocou no passado ano a Turquia no posto 155, entre 180 países, em uma lista que mede o índice de liberdade de imprensa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos