Líder das Farc pede que diálogos de paz entre governo e ELN continuem

Bogotá, 11 jan (EFE).- O líder do partido político Farc, Rodrigo Londoño, conhecido na época de combatente como "Timochenko", pediu nesta quinta-feira que continuem os diálogos de paz entre o governo colombiano e a guerrilha do ELN.

"Fazemos um chamado ao Governo Nacional, ao Exército de Libertação Nacional (ELN), aos diversos atores políticos do país, à sociedade colombiana e à comunidade internacional para que se unam e exijam a continuidade da mesa de diálogos de paz em Quito", disse Londoño em um vídeo transmitido nas redes sociais das Farc.

O ELN começou na última terça-feira uma escalada de violência em diferentes partes do país depois que terminou, em 9 de janeiro, o cessar-fogo bilateral de 100 dias com o governo.

Um soldado foi assassinado ontem por um franco-atirador desse grupo armado ilegal em Arauca, a infraestrutura petroleira sofreu quatro ataques terroristas e hoje houve ataques ao Exército e à Polícia nos departamentos de Norte de Santander e Arauca.

A situação fez com que o presidente Juan Manuel Santos chamasse para consultas os negociadores de paz com essa guerrilha que estavam em Quito.

As delegações do Governo e o ELN deveriam ter retomado na terça-feira na capital equatoriana as conversações de paz que começaram no ano passado, mas após os ataques da guerrilha o reinício dos diálogos foi adiado.

Apesar disso, Londoño ressaltou que "é uma obrigação moral e uma atitude ética" insistir na busca "de saídas negociadas" para o conflito armado.

Por isso, o líder das Farc defendeu a "continuidade do diálogo e a renovação do cessar-fogo bilateral que permitirá garantir as condições humanitárias para as comunidades".

"Os recentes fatos de violência devem ser investigados rigorosamente e as responsabilidades devem ser assumidas; mas a vontade de paz não pode estar abaixo de fatos pontuais", concluiu Londoño.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos