Aprovação de presidente peruano chega ao nível mais baixo da sua gestão

Lima, 12 jan (EFE).- O presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynski, sofreu uma queda no seu nível de aprovação, e tem agora apenas 20% dos cidadãos apoiando o seu trabalho, 7% a menos do que em dezembro, revelou a primeira pesquisa publicada após o polêmico indulto que ele deu ao ex-governante Alberto Fujimori.

No estudo feito pela consultora Datum e publicado nesta sexta-feira pelos jornais "Gestión" e "Perú 21", Kuczynski encontrou uma rejeição de 75%. Quando ele assumiu, em julho de 2016, a desaprovação era de apenas 24% da população.

A rejeição do governante é maior no norte do Peru, onde 84% das pessoas não concordam com a gestão e apenas 14% aprovam. Em Lima e Callao, a região mais povoada e influente do país, a visão positiva é de 23% da população, enquanto a negativa é de 70%. No leste, o terreno mais favorável para o governante, os apoios chegam a 33% e a rejeição é de 64%.

Entre os que desaprovam Kuczynski, a maior parte dos entrevistados aponta a gestão (22%) como principal motivo, seguido de "não faz nada, não governa" (18%) e "indultou Fujimori" (15%). Depois aparecem temas como a corrupção da Odebrecht, as mentiras a respeito da relação que manteve com a empresa brasileira e a ineficácia contra a corrupção.

Os que aprovam, em contrapartida, 26% indicam como positivo o indulto a Alberto Fujimori e 18% afirma que ele "está melhorando a economia do país".

A pesquisa revelou ainda que 78% dos entrevistados consideram que Kuczynski negociou com Kenji Fujimori o indulto em troca de evitar o processo de vacância presidencial no Congresso.

A imagem de outros líderes políticos também foi analisada e revelou que Kenji, congressista do Força Popular, partido dirigido pela sua irmã Keiko com quem mantém um enfrentamento, foi o que mais subiu nas pesquisas e foi a aprovação passou de 24% para 35%. Keiko Fujimori, por sua vez, caiu de 33% para 28% de aprovação.

A sondagem foi feita entre 5 e 9 de janeiro, com 1.200 cidadãos de todo o país. O nível de confiabilidade é de 95% e tem margem de erro de 2,8%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos