Combates em Idlib matam 12 soldados governamentais e 10 islamitas

Cairo, 12 jan (EFE).- Pelo menos 12 soldados governamentais e 10 combatentes islamitas morreram nesta sexta-feira em combates entre as forças sírias e facções islamitas na província de Idlib, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG detalhou, em comunicado, que os enfrentamentos entre as forças do presidente sírio, Bashar al Assad, e as facções islamitas explodiram esta madrugada na região de Al Zarzur, no sudeste de Idlib, em uma tentativa das tropas governamentais para recuperar essa área, que perdeu ontem.

Os confrontos deixaram dezenas de feridos, segundo acrescentou a ONG em comunicado, no qual não especificou o número.

Com as vítimas de hoje aumentou para 117 o número de mortos nas fileiras das tropas governamentais e das facções islamitas desde o último dia 10 de janeiro, segundo os dados do Observatório.

Além disso, as facções capturaram 31 soldados governamentais entre ontem e hoje.

Quase toda Idlib está em poder do Organismo de Libertação do Levante, ex-filial síria da Al Qaeda, e outros grupos armados.

Os soldados fiéis ao governo de Damasco começaram em 22 de outubro do ano passado uma campanha militar no sudeste de Idlib e no nordeste de Hama.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos