Hillary Clinton e Bernie Sanders reprovam declarações "racistas" de Trump

Washington, 12 jan (EFE).- A ex-secretária de Estado e ex-candidata à presidência dos Estados Unidos nas eleições de 2016, Hillary Clinton, qualificou nesta sexta-feira de "ignorantes e racistas" os comentários do presidente Donald Trump, que ontem teria desqualificado uma série de países com comentários depreciativos.

"Estamos sujeitos às opiniões ignorantes e racistas de Trump a respeito de qualquer um que não se pareça com ele", lamentou Hillary no Twitter.

A ex-primeira-dama fez essa afirmação horas depois que o jornal "The Washington Post" publicou uma notícia afirmando que o presidente Trump teria chamado de "buracos de merda" o Haiti, El Salvador e os países africanos. Hoje, o governante afirmou que não fez tal declaração, mas reconheceu que utilizou palavras "duras" para se referir a essas nações.

Segundo o "Washington Post", o presidente pronunciou essas palavras em uma reunião com legisladores dos dois partidos, republicanos e democratas, que propuseram a Trump aumentar o número de vistos para cidadãos de países como El Salvador, Nicarágua, Haiti e Sudão, protegidos pelo Status de Proteção Temporária (TPS, na sigla em inglês).

De acordo com a publicação, a informação sobre os comentários ofensivos do presidente foi confirmada pelo senador democrata Dick Durbin, que estava presente na reunião.

Além de criticar Trump, Hillary lamentou o fato de a afirmação ter sido feita precisamente horas antes do aniversário de oito anos do devastador "terremoto" que sacudiu o Haiti em 2010.

"O aniversário do devastador terremoto de oito anos é um dia para se lembrar da tragédia, render uma homenagem ao povo resiliente do Haiti e reafirmar o compromisso dos Estados Unidos na hora de ajudar os seus vizinhos", afirmou a ex-secretária de Estado.

Outro ex-candidato presidencial pelo Partido Democrata, o senador Bernie Sanders, utilizou as redes sociais para expressar sua absoluta rejeição às palavras de Trump.

"Os republicanos do Congresso devem agora reunir coragem para enfrentar as incoerências racistas desse 'gênio estável' que é o presidente", disse Sanders, que disputou a candidatura presidencial democrata com Hillary nas últimas eleições.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos