Incêndio em ponto de passagem da Acnur em Bangladesh deixa 4 rohingyas mortos

Daca, 12 jan (EFE).- Pelo menos quatro rohingyas de uma mesma família, entre eles três crianças, morreram e outros três ficaram feridos em um incêndio em um ponto de passagem gerenciado pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) em Bangladesh, informaram nesta sexta-feira à Agência Efe diversas fontes.

O incidente aconteceu em Gum Dhum, um ponto fronteiriço próximo ao acampamento de refugiados de Kutupalong e utilizado por muitos rohingyas que fogem de Myanmar para Bangladesh.

"Acreditamos que quatro refugiados rohingyas morreram e outros dois ficaram feridos em um incêndio ontem à noite em um Centro de Trânsito perto do campo de Kutupalong", disse o porta-voz do Acnur em Bangladesh, Joseph Surjamoni Tripura, que acrescentou que as autoridades já trabalham para esclarecer os detalhes do incidente.

Ekram Elahi, porta-voz no distrito de Cox's Bazar do Crescente Vermelho, organização que atendeu as vítimas, detalhou que o fogo teve origem em uma vela e depois se espalhou por várias barracas.

"Sete feridos foram levados a um hospital de campanha do Crescente Vermelho, dois deles morreram logo após chegarem ao centro médico e outros dois morreram durante a noite", disse Elahi, que detalhou que os três restantes continuam internados.

Segundo o Grupo de Coordenação Intersetorial da ONU, 655.500 rohingyas chegaram a Bangladesh desde agosto do ano passado.

O atual êxodo de rohingyas começou com as operações de represália das forças de segurança de Myanmar lançadas após os ataques, em 25 de agosto, do grupo rebelde Exército de Salvação Rohingya de Arakan (ARSA) a 30 postos militares e policiais em Rakain.

Os governos de Bangladesh e Myanmar acordaram um processo de repatriação para os refugiados rohingyas chegados a terras bengalis, que está previsto para começar dentro de dois meses após sua assinatura.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos