Membros maoístas do governo do Nepal renunciam em massa

Katmandu, 12 jan (EFE).- Os 17 ministros e vice-ministros do CPN Centro (maoísta) do Nepal, que governa em coalizão com o Partido do Congresso, renunciaram em massa nesta sexta-feira, um mês depois das eleições gerais em que a formação concorreu com o opositor CPN-UML e faltando pouco tempo para a formação do novo Executivo.

Os 17 membros do gabinete que renunciaram já tinham sido desempossados pelo primeiro-ministro, Sher Bahadur Deuba, do Partido do Congresso, em outubro do ano passado, após o CPN Centro anunciar que se apresentaria às eleições em aliança com o CPN-UML (marxista-leninista). No entanto, todos eles seguiam nos cargos, já que, conforme a Constituição, um ministro só pode ser retirado com o consentimento do seu partido.

"Continuamos no governo para garantir que as eleições aconteceriam a tempo. Como as eleições parlamentares já foram realizadas e as eleições à Assembleia Nacional (Câmara Alta) acontecerão em 7 de fevereiro, decidimos renunciar", disse à Agência Efe o já ex-ministro Giriraj Mani Pokharel.

Ele, que entregou hoje a carta de renúncia em nome de todos os colegas, afirmou que com este gesto eles esperam pressionar Deuba para renunciar também. O governo mantém que renunciará após as eleições da Assembleia Nacional, que abrirão as portas à formação de um novo Executivo.

A aliança dos partidos comunistas do Nepal formada pelo CPN-UML e pelo CPN Centro conseguiu ampla maioria de cadeiras nas eleições gerais do Nepal, que terminaram em dezembro. Por sua vez, o partido do Congresso, que chegou ao poder em 6 de junho de 2016 com apoio dos maoístas, ficou relegado à segunda posição.

Com o novo Parlamento bicameral, o Nepal porá um ponto final a um processo de transição que começou em 2008 com o fim da monarquia, dois anos após o término da traumática guerra contra a guerrilha maoísta. Com isso, também será concluído o processo de composição institucional do país sobre a base da Constituição de 2015, que gerou grandes disputas e protestos na região de Terai.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos