ONU pede respeito aos imigrantes após declarações de Trump

Nações Unidas, 12 jan (EFE).- A ONU pediu nesta sexta-feira respeito à dignidade dos refugiados e dos imigrantes em resposta às supostas declarações feitas pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que questionou porque pessoas de "buracos de merda", se referindo a países como o Haiti, querem se mudar para os EUA.

Stéphane Dujarric, porta-voz do secretário-geral da ONU, António Guterres, não quis falar especificamente sobre o termo que teria sido utilizado do Trump, mas lembrou que o ex-primeiro-ministro de Portugal já deixou clara sua postura sobre a questão da imigração, inclusive em um discurso feito ontem.

"A posição dele é de que a dignidade, a igualdade e os direitos humanos dos refugiados e imigrantes têm que ser respeitados em todas as partes", disse Dujarric.

O porta-voz respondeu a várias perguntas sobre os supostos comentários de Trump durante entrevista coletiva. Segundo informações do jornal "The Washington Post", confirmadas hoje por um senador democrata, o presidente classificou como "buracos de merda" vários países da América Central e da África durante uma reunião com congressistas.

"Vimos as informações desta reunião privada. Não sei o que ele disse ou não. Vimos o presidente negar ter feito esses comentários", afirmou o porta-voz, respondendo também que o secretário-geral da ONU não é um "comentarista de declarações".

O Escritório do Alto Comissário da ONU para os Direitos Humanos classificou como "racistas" as declarações de Trump.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos