Senador democrata confirma que Trump usou a expressão "buracos de merda"

Washington, 12 jan (EFE).- O senador democrata Dick Durbin confirmou nesta sexta-feira que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, qualificou como "buracos de merda" vários países como El Salvador, Haiti e algumas nações africanas durante uma reunião com um grupo bipartidário de legisladores.

"O presidente começou a escrever esta manhã negando ter usado essas palavras. Não é verdade. Ele disse essas coisas cheias de ódio e as disse repetidamente", declarou Durbin, que esteve na reunião desta quinta-feira.

A controvérsia explodiu na tarde de ontem quando o jornal "The Washington Post" revelou as duras palavras de Trump, feitas em uma reunião na qual o próprio Durbin e o senador republicano Lindsey Graham apresentaram ao presidente um acordo para abrir uma via à cidadania para os jovens sem documentos conhecidos como "sonhadores".

O presidente americano teria reagido assim quando os senadores lhe apresentaram um projeto de lei que outorgaria vistos a alguns dos cidadãos de países que foram retirados recentemente do programa de Status de Proteção Temporária (TPS), como El Salvador, Haiti, Nicarágua e Sudão.

"Por que temos toda esta gente de países de merda vindo aqui?", questionou Trump, que em seguida sugeriu que preferia receber imigrantes de países como a Noruega.

Esta expressão gerou uma onda de reações, tanto da oposição como de alguns dos países aos quais fez referência, o que fez com que na primeira hora de hoje Trump recorresse ao Twitter para negar ter feito semelhantes afirmações.

No entanto, Durbin, um dos legisladores mais ativos do Congresso na luta pelos direitos dos imigrantes sem documentos, confirmou tal informação.

"Eu disse ao presidente: 'Você se dá conta do quão doloroso é esse termo para tanta gente? Os afro-americanos acreditam ter emigrado acorrentados aos Estados Unidos. Quando fala assim lhes dói pessoalmente'. Ao que ele respondeu: 'Ora, essa é boa'", detalhou Durbin.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos