Hamas e Jihad Islâmica não participarão de reunião da OLP sobre Palestina

Gaza, 13 jan (EFE).- O Hamas e a Jihad Islâmica não participarão da reunião de amanhã do Conselho Central da Organização para a Libertação da Palestina (OLP), onde se analisará que nova perspectiva política adotar perante a decisão dos Estados Unidos de declarar Jerusalém como capital de Israel.

O Hamas disse "apreciar" o convite e mostrou seu interesse em "fortalecer a ação nacional coletiva", segundo destacou neste sábado em um comunicado um de seus líderes, Husan Badran, mas considerou que as condições do encontro "não permitirão fazer uma revisão integral e responsável da política, o que impedirá que se alcancem decisões no nível das aspirações e direitos" dos palestinos.

Essa postura é compartilhada pela Jihad Islâmica, segundo disse um dos seus membros sob a condição de anonimato, que assegurou que já informaram ao porta-voz do Conselho Nacional Palestino (CNP), Salim Zanun, que não estarão presentes ao encontro.

Nenhum destes movimentos islamitas faz parte da OLP.

Nesse sentido, para alcançar um resultado satisfatório, o Hamas acredita que devem dar-se três condições.

Estas são reunir-se fora dos territórios palestinos "para que todas as forças e facções palestinas participem desta histórica missão, longe das pressões da ocupação sionista"; que a "liderança unida" defina em um encontro prévio os temas a tratar; e que todos os grupos participem da criação da agenda do encontro e das condições de resposta adequadas.

Por sua parte, o Comitê Central do Fatah, dirigido pelo presidente palestino, Mahmoud Abbas, destacou nesta sexta-feira em uma reunião a importância do encontro do Conselho Central "para enfrentar os sérios desafios da nossa causa nacional".

Além disso, reiterou sua decisão de que os EUA se desqualificaram como patrocinador de um eventual processo de paz e ressaltou a necessidade de formar "um mecanismo internacional para resolver a questão palestina, sob os auspícios da ONU ", segundo a agência oficial palestina "Wafa".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos