Rui Rio substituirá Passos Coelho à frente da oposição em Portugal

Lisboa, 13 jan (EFE).- Rui Rio, ex-prefeito do Porto entre 2002 e 2013, substituirá Pedro Passos Coelho à frente do Partido Social Democrata (PSD) e da oposição em Portugal, após vencer o ex-primeiro-ministro Pedro Santana Lopes nas eleições primárias realizadas neste sábado.

"Iniciaremos uma nova etapa na vida do PSD", disse Rio no seu primeiro discurso após saber da vitória, no qual destacou que o partido não foi fundado para ser "um clube de amigos".

"Iniciaremos a construção de uma alternativa de governo à atual frente de esquerda que terá uma oposição firme e atenta, mas nunca demagógica e populista", acrescentou Rui.

Os 70.385 filiados convocados a votar decidiram pelo candidato mais pragmático do PSD, o menos midiático, já que Rui fez um discurso sem "enfeites" e mais técnico, baseado na sua formação de economista.

Os militantes do PSD votaram em 396 mesas eleitorais durante toda o dia, no qual Rio venceu na maioria dos distritos, ainda que tenha perdido em Lisboa, onde Santana Lopes ganhou.

Aos 60 anos, durante os últimos discursos para sua militância, Rui lembrou que jamais tinha perdido um processo eleitoral, nem sequer na faculdade, pelo que concorreu às primárias do PSD como o início para que a centro-direita portuguesa possa ganhar as legislativas de 2019.

Rio sucede no cargo Pedro Passos Coelho, ex-premiê de Portugal que perdeu as últimas eleições e renunciou a seu cargo após as eleições locais do dia 1 de outubro, onde o PSD teve os piores resultados da sua história.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos