Trump: "Não sou racista"

Miami (EUA), 14 jan (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, negou neste domingo que seja racista ao ser perguntado na Flórida por jornalistas após a polêmica originada por suas declarações nas quais chamou de "países de merda" nações como o Haiti e os da África.

"Eu não sou racista. Sou a pessoa menos racista que você já entrevistou. Que posso dizer?", respondeu Trump brevemente, ao ser questionado quando chegava para jantar em um dos seus clubes de golfe da Flórida.

O presidente americano desmentiu na sexta-feira uma informação de "The Washington Post" segundo a qual disse em uma reunião sobre imigração que Haiti, El Salvador e países africanos são "países de merda".

Um legislador democrata presente na reunião confirmou ao jornal "Los Angeles Times" as declarações de Trump.

No entanto, Trump escreveu depois na sua conta do Twitter que a linguagem que usou na reunião do DACA (programa para os imigrantes chegados na infância aos EUA) foi dura, mas não usou linguagem para ofender.

Apesar de seu desmentido, o Trump recebeu duras críticas dos países referidos, entre outros.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos